Fórum DanJ


 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

 

Distribuidoras de energia elétrica se preparam para o Smart Grid

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Autor Mensagem
Jefferson Smart#
Notícias
Notícias
avatar

Número de Mensagens : 116
Idade : 23
Localização : Minha casa
Data de inscrição : 18/03/2009

MensagemAssunto: Distribuidoras de energia elétrica se preparam para o Smart Grid   Ter Maio 12, 2009 8:27 am

Distribuidoras de energia elétrica se preparam para o Smart Grid.

São Paulo - Aprovação do PLC abre caminho para a implantação de redes
de energia inteligentes no Brasil. Grupo Rede Energia já começa a
trocar os medidores.

Não seria bom se as concessionárias de energia fossem
capazes de isolar um transformador com problema sem ter de afetar a rua
inteira? Ou se fosse possível controlar o quanto de energia é enviado para sua casa conforme a demanda ? Tecnologia e vontade para isso já existem.

>> Participe das discussões sobre gestão na CW Connect

A tecnologia, no caso, atende pelo nome de smart grid. O que ela
permite é tornar as redes de energia inteligentes. Atualmente, elas
funcionam em uma única via — das centrais geradoras para o cliente — e
precisam funcionar a toda capacidade o tempo inteiro, pois não é
possível saber a real demanda de cada consumidor.

Outro problema é que o sistema está sempre muito vulnerável a falhas. A
interrupção de um braço da rede causa um efeito em cascata, já que não
é possível estabelecer “rotas alternativas” como em uma rede de
computadores. Além disso, as distribuidoras só tomam conhecimento das
falhas quando o cliente liga.

O que o smart grid proporciona é
um “feedback”. Por meio de tecnologias digitais, produtores conseguem
se comunicar com consumidores, proporcionando, entre outras coisas, o
controle da emissão de energia, a identificação de problemas e de
falhas em tempo real e, até mesmo, controlar equipamentos diversos
conectados à rede. Como em uma rede de computadores, é possível
“rotear” a energia evitando trechos com problemas e garantindo o
fornecimento.

A tecnologia traz melhorias operacionais,
possibilidade de oferecer novos recursos — como telemetria e
transmissão de dados, por exemplo — e reduz o desperdício. Estima-se
que, em todo o mundo, entre 5% e 10% da energia produzida é perdida na
transmissão. Mas, apesar dos benefícios, existem grandes obstáculos para a adoção do Smart Grid em larga escala.

O principal, claro, é custo. Para tornar inteligentes suas redes, as
concessionárias precisarão fazer investimentos gigantescos em
infraestrutura de telecomunicações e sistemas de tecnologia da
informação. Além disso, os velhos relógios de energia, em sua grande
maioria analógicos, precisam ser substituídos por equipamentos
digitais.

Só na Rede Energia, grupo responsável pelo
abastecimento de energia de 34% do território nacional, por exemplo,
são 4,2 milhões de unidades consumidoras, de acordo com Vanderlei
Soares, diretor de TI da empresa. “Hoje, o preço do medidor digital
está equiparado com o mecânico, entre 140 reais e 150 reais. Estamos
fazendo a troca de cerca de 200 mil equipamentos”, conta o executivo. A
empresa atua nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Tocantins,
Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Pará.

Soares afirma que, com a aprovação do PLC
(power line communications) pela Agência Nacional de Telecomunicações
(Anatel), juridicamente ficou possível implementar as redes
inteligentes. O processo, no entanto, não deve levar pouco tempo. “O
investimento em infraestrutura é muito grande”, ressalta. De qualquer
forma, a empresa já começou a dar os primeiros passos em direção ao
smart grid. “Tecnologia já existe faz algum tempo, agora temos
legislação. O que falta é um modelo de negócios”, afirma o diretor.

Para Marcos Covre, diretor comercial da Imagem, especializada em sistemas de
informações geográficas, os custos são altos, mas os benefícios
compensam. O executivo estima que é possível reduzir em até 40% os
custos de distribuição de energia com as redes inteligentes. Covre
relata que vem identificando um interesse crescente das concessionárias
de energia brasileiras na adoção da tecnologia.

Em tempos nos quais a preocupação com o meio ambiente baliza investimentos em tecnologia,
o smart grid aparece como uma alternativa inteligente para racionar o
consumo e aumentar a eficiência energética. Os custos realmente são
altos, mas, aparentemente, existem demanda e vontade para tornar o
conceito uma realidade no Brasil.
Fonte:COMPUTERWORLD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://hjeff1.spaces.live.com  http://twitter.com/JeffersonSmart

Distribuidoras de energia elétrica se preparam para o Smart Grid

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum: Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum DanJ :: Notícias -
Fórum grátis | © phpBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Fórum grátis